terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Marina

E ela ficou assim:



Flor!! 


E ainda ganhou uma chupeta!



Foi bem simples trocar esse corpo. Coloquei um recheio de manta acrílica, pois o dela estava muito velho também.
O truque da chupeta é colocar um ímã bem forte por dentro da boca e colar outro ímã na chupeta. Essa foi a parte difícil!
Os braços, pernas e cabeça foram presos com as “braçadeiras” que já vieram no corpo. Eu achei que ficou estranha, mas com a roupinha, deu para disfarçar:




E pode movimentar os braços e pernas:


Eu não mexo muito nela. Às vezes, troco a roupa dela, colocando uma que foi do Bruno ou da Fernanda (meus filhos) e a guardo. Pelo menos, agora ela está inteira, pois isso estava me incomodando.

Aqui em casa tem umas raridades, “museu”, como a minha irmã diz (risos). Esse boneco, o Zé Carlinhos, é mais antigo ainda. Ele estava super estragado. Meu pai viu e o levou a um lugar especializado para consertos de bonecas. Ele ficou “um gato”, mas o serviço é caríssimo!

Zé Carlinhos

Quem sabe um dia, a Marina vai lá dar uma arrumadinha melhor no seu visual! Por enquanto, vai ficar assim! Está linda!
Uma boa lembrança!!

Beijos
Renata


2 comentários:

Tânia Neiva disse...

Olá!
Estou querendo trocar o corpinho da boneca da minha filha. O corpinho de bebê reborn tem um lacre em cada membro, mas nas bonecas comuns os membros são costurados no tecido. Como você fez para adaptar?

Um abraço!

Renata disse...

Oi, Tânia
Eu estava justamente pensando nisso quando resolvi comprar o corpo da boneca. Na minha deu certo. nos braços, pernas e cabeça tinha meio que uma marca funda no vinil onde eu encaixei o lacre e meu filho apertou bem com um alicate.
Mas creio que, se sua boneca não tiver, tem que levar em um sapateiro para ele costurar. Acho que dá certo.
Obrigada pelo seu comentário
Renata